02
Seg
Out

MINHA MÃE É UMA PEÇA

20:00
CENTRO DE CONVENÇÕES ULYSSES GUIMARÃES
Brasília - DF

POLTRONA ESPECIAL - DIA 02/10 SESSÃO 20HS
1º LOTE

POLTRONA ESPECIAL DIA 02/10 SESSÃO 20HS (Meia) Unissex

R$ 80,00

R$ 12,00

R$ 0,00

1º LOTE

POLTRONA ESPECIAL DIA 02/10 SESSÃO 20HS (Inteira) Unissex

R$ 160,00

R$ 24,00

R$ 0,00

POLTRONA SUPERIOR - DIA 02/10 SESSÃO 22HS
1º LOTE

POLTRONA SUPERIOR - DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Meia) Unissex

R$ 50,00

R$ 7,50

R$ 0,00

1º LOTE

POLTRONA SUPERIOR - DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Inteira) Unissex

R$ 100,00

R$ 15,00

R$ 0,00

1º LOTE

POLTRONA SUPERIOR - DIA 02/10 SESSÃO 22HS - FILEIRA A-B (Meia) Unissex

R$ 50,00

R$ 7,50

R$ 0,00

CADEIRA COM VISÃO PARCIAL
1º LOTE

POLTRONA SUPERIOR - DIA 02/10 SESSÃO 22HS - FILEIRA A-B (Inteira) Unissex

R$ 100,00

R$ 15,00

R$ 0,00

CADEIRA COM VISÃO PARCIAL
POLTRONA ESPECIAL - DIA 02/10 SESSÃO 22HS
1º LOTE

POLTRONA ESPECIAL - DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Meia) Unissex

R$ 80,00

R$ 12,00

R$ 0,00

1º LOTE

POLTRONA ESPECIAL - DIA 02/10SESSÃO 22HS (Inteira) Unissex

R$ 160,00

R$ 24,00

R$ 0,00

POLTRONA VIP - DIA 02/10 SESSÃO 22HS
1º LOTE

POLTRONA VIP - DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Meia) Unissex

R$ 120,00

R$ 18,00

R$ 0,00

1º LOTE

POLTRONA VIP - DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Inteira) Unissex

R$ 240,00

R$ 36,00

R$ 0,00

CADEIRANTE - POLTRO ESPECIAL DIA 02/10 SESSA 22HS
1º LOTE

CADEIRANTE - POLTRONA ESPECIAL DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Meia) Unissex

R$ 80,00

R$ 12,00

R$ 0,00

CADEIRANTE - POLTRONA VIP -DIA 02/10 SESSÃO 22HS
1º LOTE

CADEIRANTE - POLTRONA VIP -DIA 02/10 SESSÃO 22HS (Meia) Unissex

R$ 120,00

R$ 18,00

R$ 0,00

CADEIRANTE -POLTRONA ESPECIAL DIA 02/10 SESSÃO 20h
1º LOTE

CADEIRANTE - POLTRONA ESPECIAL - DIA 02/10 SESSÃO 20h (Meia) Unissex

R$ 80,00

R$ 12,00

R$ 0,00

CADEIRANTE - POLTRONA VIP DIA 02/10 SESSÃO 20HS
1º LOTE

CADEIRANTE - POLTRONA VIP DIA 02/10 SESSÃO 20HS (Meia) Unissex

R$ 120,00

R$ 18,00

R$ 0,00

TOTAL R$ 0,00
Minha Mãe É Uma Peça
Paulo Gustavo reestreia Minha mãe é uma peça em luxuosa monta-gem dia 02 de outubro no auditório Master do Centro de Conven-ções Ulysses Guimarães


Onze anos após sua estreia, “Minha Mãe É Uma Peça” volta aos palcos. A remontagem vem para brindar e comemorar a brilhante trajetória de Dona Hermínia, personagem que conquistou todo o país e que já levou mais de 2 milhões de espectadores aos teatros e 15 milhões de espectadores aos cinemas de todo o Brasil, com os filmes Minha Mãe É Uma Peça 1 e 2. Nessa reedição, chamou-se o aclamado cenógrafo Zé Carratu, que imprimiu sua sofisticação a nova ambientação da peça e a figurinista Reka Koves, que trouxe a contemporaneidade ao visual da personagem. A iluminação é de Marcos Olivio, um craque, e a trilha sonora renovou-se na antiga e ultra bem sucedida parceria com Zé Ricardo. A direção continua com o talentosíssimo João Fonseca, premiado diretor de inúmeros sucessos do teatro brasileiro, parceiro já de longa data do Paulo em diversos trabalhos. Quem assina esse extraordinário texto e dá vida a fulgurante Dona Hermínia, personagem com rara carga de humanidade, fator que gera identificação maciça do público, é o ator Paulo Gustavo, que consegue eletrizar o público com a mais perfeita tradução da personagem que ele mesmo criou.


O Espetáculo:

Em princípio, todo o texto que aborde de maneira sensível as relações familiares, especialmente de pais e filhos, já tende a garantir uma identificação com a plateia. Contudo, Paulo Gustavo transcende os estereótipos e clichês e com um olhar agudo, acessa de forma sensível o delicado e muito bem-humorado universo de Dona Hermínia. O ator ao adentrar nos meandros e melindres de Dona Hermínia e sua família, captados no texto, mas, sobretudo, nos jeitos e trejeitos dessa Mãe, está falando de todas as famílias brasileiras.

Mais ainda, a peça fala de afeto, de laços familiares que superam “entreveros” e “confusões”. Dona Hermínia é uma mulher madura, aposentada e sozinha, cuja maior ocupação é justamente procurar o que fazer, uma vez que seus filhos estão crescendo e não precisam mais de seus cuidados e broncas. É este o universo da personagem que, na falta de trabalho e romance e entre uma conversa e outra com a tia idosa, a vizinha fofoqueira e a irmã confidente, ainda precisa manter a sua condição de mãe às voltas e preocupada com problemas dos filhos.

O que pode faltar em “simpatia” a Dona Hermínia, sobra em graça. A personagem é divertidíssima. Bom para a plateia; afinal, rir dessas mulheres é um bom modo de não enlouquecer junto com elas.

Para este espetáculo, Paulo Gustavo, trouxe à tona a espantosa bagagem de suas experiências e observações domésticas, compondo com elas um espectro dos humores femininos, gestos, trejeitos, falas, atitudes, achaques e ataques, oferecendo uma minuciosa observação do cotidiano brasileiro que resultou numa comédia especialmente sensível e bastante divertida.



FICHA TÉCNICA

Texto e Interpretação: Paulo Gustavo
Direção: João Fonseca
Cenário – Zé Carratu
Figurinos – Reka Koves
Iluminação - Marcus Olivio
Trilha sonora – Zé Ricardo
Produção executiva – Diogo Canto
Direção de Produção: Claudio Tizo
Produção em Brasília: Deca Produções



SERVIÇO

CENTRO DE CONVENÇÕES ULYSSES GUIMARÃES -
AUDITÓRIO MASTER - EIXO MONUMENTAL
DIA 02 DE OUTUBRO
20 HORAS
CENSURA: LIVRE


Estudantes, idosos, professores (com carteirinha) paga meia.

DOE 02 KGS DE ALIMENTOS E PAGUE MEIA ENTRADA (EXCETO SAL)

Informações bilheteria - 61 3522 9521




Vendas nas Lojas da Bilheteria Digital sujeitas à cobrança de taxas de juros e serviços.







CARREIRA DO ATOR


O SURTO
Sua estreia oficial nos palcos foi em 2004, na peça “O Surto”, um grande sucesso da época. Paulo criou um esquete inspirado na própria mãe, a personagem Dona Hermínia, que logo caiu no gosto do público e já apontava para o sucesso estrondoso que viria.

INFRATURAS
Em 2005, mesmo ano em que se formou na CAL, Paulo monta a peça “Infraturas”, junto com seu amigo e colega Fábio Porchat. A peça foi dirigida por Malu Valle e ficou um ano em cartaz na Casa da Gávea – RJ.

MINHA MÃE É UMA PEÇA
Em 2006 monta sozinho seu próprio espetáculo. O monólogo, concebido e escrito pelo ator, é inspirado na própria mãe, a personagem Dona Hermínia. A peça logo se torna um sucesso e já foi vista por mais de 2 milhões de pessoas.

PRÊMIO SHELL
No mesmo ano em que estreia “Minha Mãe É Uma Peça”, Paulo é indicado ao Prêmio Shell de “Melhor Ator”.

SÍTIO DO PICA PAU AMARELO
Em 2007 faz o “Delegado Lupicínio” no clássico infantil produzido pela TV Globo. A personagem escondia um segredo (era o Lobisomem).

A GUERRA DOS ROCHAS
Em 2008 faz uma participação na comédia do diretor Jorge Fernando como “Funcionário”.

DIVÃ (FILME)
Em 2009 o ator interpreta o cabelereiro “René”, amigo e confidente da personagem “Mercedes”, vivida pela atriz Lília Cabral. O filme foi um grande sucesso e deu origem a série produzida dois anos depois pela TV Globo.

XUXA EM O MISTÉRIO DE FEIURINHA (FILME)
Faz uma participação no infanto-juvenil como “Caio Lacaio”.

HIPERATIVO
Em 2010 estreia seu segundo espetáculo. Na peça, em formato de stand-up comedy, o ator conta histórias engraçadas, de situações insólitas que já viveu e faz piadas de sentimentos para lá de humanos, que todos nós temos, pelo menos em algum momento da vida, como; medos, paranoias e todos os que cercam os relacionamentos de um modo geral. O espetáculo ficou seis anos em cartaz e viajou por todo o Brasil.

DIVÃ (SÉRIE)
Em 2011 co-protagoniza a série produzida pela TV Globo, o ator repete o sucesso dos cinemas vivendo o cabelereiro René. O bordão “repica, René” é uma marca da personagem.

220 VOLTS
Em 2011 ganha seu próprio programa de TV no canal Multishow. Em formato de esquetes, escrito por ele e Fil Braz, o programa trouxe ao público novas personagens, como “Senhora dos Absurdos”, “Mulher Feia” e “O Nerd”, dentre tantos outros. O programa foi líder de audiência no horário exibido (Tv a cabo) e reposicionou o canal como um dos líderes de audiência da Tv paga, da mesma forma que abriu as portas para uma série de outros programas de humor. 220º Volts teve 4 temporadas e em todas foi líder de audiência. O programa deixou saudades e uma legião de fãs que pediam mais uma temporada, sendo assim, em 2016, Paulo Gustavo gravou a 5ª e última temporada, em edição especial.

MINHA MÃE É UMA PEÇA – O FILME
“Minha Mãe É Uma Peça” estreia nas telonas em 2013. O filme fica em primeiro lugar de bilheteria dentre os filmes nacionais, com 4,7 milhões de espectadores e é eleito o “Melhor Filme do Ano”.

VAI QUE COLA (SÉRIE)
Em 2013 o ator entra em cena como “Valdomiro Lacerda”. O sitcom, produzido pelo canal Multishow, se passa na pensão da Dona Jô, onde todos querem ser “espertos”. O programa foi um fenômeno e bateu todos os recordes, ficando em primeiro lugar de audiência de toda a da TV paga. Hoje o programa já está na 5ª temporada e segue como um dos maiores índices de audiência da Tv paga.

PAULO GUSTAVO NA ESTRADA
O reality show foi ao ar em 2014 e acompanhava o ator em sua turnê pelo país com as peças “Hiperativo” e “Minha Mãe É Uma Peça”. O programa teve 13 episódios, cada um rodado em uma cidade, e se valeu de encontros inusitados, como com a presidente Dilma Rousseff em Brasília e Caetano Veloso em Belo Horizonte.

220 VOLTS (PEÇA)
O espetáculo estreou em 2014 e levou para os palcos as personagens femininas da série de TV. Contando com uma produção luxuosa, grande elenco e corpo de bailarinos, a peça, em estilo musical, remete aos grandes espetáculos da Broadway.

OS HOMENS SÃO DE MARTE E É PARA LÁ QUE EU VOU
Em 2014 atuou no filme de sua grande amiga e parceira, a atriz Mônica Martelli. Paulo fez o “Aníbal”, melhor amigo e sócio da solteirona e sonhadora Fernanda, vivida pela atriz.

DVD HIPERATIVO (GRAVAÇÃO)
Em outubro de 2014 o ator fez duas apresentações apoteóticas no HSBC Arena (RJ) para a gravação do DVD. Os ingressos colocados à venda foram vendido em poucas horas e, com um público de dez mil espectadores por noite, o espetáculo foi transmitido ao vivo pelo Multishow, ficando em primeiro lugar de audiência do canal.

DVD HIPERATIVO (LANÇAMENTO)
Em março de 2015 lança no mesmo HSBC Arena o DVD do “Hipera-tivo”. O ator ganha seu primeiro disco de platina, pelas 50 mil cópias vendidas, antes mesmo do DVD chegar às lojas.

MINHA MÃE É UMA PEÇA (LIVRO)
Também em março de 2015 lança o livro “Minha Mãe É Uma Peça”. A publicação conta histórias inéditas, acrescenta “dicas” de Dona Hermínia e contém fotos e ilustrações. O livro ficou entre os dez mais vendidos da livraria Saraiva.

VAI QUE COLA (FILME)
A série de tanto sucesso chega aos cinemas em outubro de 2015 e foi o filme mais aguardado do ano, também sendo um fenômeno de bilheteria.

MINHA MÃE É UMA PEÇA 2 (FILME)
Lançado em dezembro de 2016, fez 10 milhões de espectadores, sendo um dos maiores recordes da história do cinema nacional. O filme é um estrondoso sucesso e hoje está em primeiro lugar de locação do canal Now, da NET Tv

Espetáculo “Online”
“Online” estreou em novembro de 2016 e fala da hiperconectividade dos tempos atuais. A peça procura dar conta deste novo regime de vida que marca nosso tempo, no qual as barreiras de tempo e espaço encontram-se cada vez mais embaralhadas. De um modo bem-humorado, procura refletir sobre a obrigação de estarmos o tempo todo “presentes” e atuantes em vários planos da realidade, que em outros tempos não estariam tão próximos física e temporalmente. A peça segue em cartaz e viajando por todo o país.

No presente momento o ator grava seu mais novo projeto para o canal Multishow, intitulado “A Vila” e com estreia prevista para agosto de 2017. Em A Vila, Paulo Gustavo será um ex-palhaço de um circo falido, que mora num trailer estacionado numa simpática vila, onde também habitam e transitam os mais hilários personagens.